quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Rapidinhas do Esporte


Brasileirão de cinema - Pois é, falaram em Hulk (Palmeiras), Jason (São Paulo), Galo Vingador (Atlético/MG), Demolidor (Inter), entre outros astros, mas quem levou o Oscar...opa, o campeonato foi esse moço de camisa rubro-negra aí da foto. Ele viu a taça e disse o famoso bordão "Venha para o Freddy".
Balanço - Parabéns ao Flamengo que ganhou na bola e ajudou a derrubar tabus nesse Brasileirão atípico. O primeiro tabu foi o de 17 anos sem título brasileiro. Outro é dizer que o campeonato de pontos corridos premia o mais regular, pois o Mengão visitou até a zona do rebaixamento durante o primeiro turno, mas fez um segundo turno impecável, enquanto os outros clubes se acomodaram. Agora só falta aceitar que o clube da Gávea é penta e não hexa.
Polêmica - Todos sabem das fórmulas ridículas da CBF para o Brasileirão ao longo principalmente dos anos 70 e 80, campeonatos com 80 clubes, com duração de quase dois anos, com viradas de mesa para evitar rebaixamentos de grandes clubes, entre outros absurdos. Pois bem, o fato é que em 1987 o Campeonato Brasileiro chamado de Copa União foi dividido em dois módulos. O módulo verde (com 16 clubes equivalente a série A) e o módulo amarelo (com 16 clubes equivalente a série B). O regulamento que todos os clubes assinaram, portanto concordando com a fórmula proposta, previa uma partida entre o campeão do módulo verde (Flamengo) e o campeão do módulo amarelo (Sport). O Mengão se recusou a entrar em campo contra o time pernambucano. Portanto, como uma das partes se recusou a cumprir o regulamento, configurando WO, independentemente da fórmula absurda, a CBF declarou o Sport Club Recife como Campeão Brasileiro de 1987. Que a torcida do Mengão me perdoe, mas escreveu e não leu, o pau comeu.
Bate-bola 1 - A decepção: Palmeiras - líder por mais de 20 rodadas o verdão não vai nem disputar a Libertadores amargando um quinto lugar.
Bate-bola 2 - O mineirinho - O Cruzeiro chegou de mansinho, tava lá embaixo no primeiro turno, lutando pra não cair e na última rodada conseguiu vaga pra Libertadores.
Bate-bola 3 - A redenção - O Fluminense. Na zona de rebaixamento durante 19 rodadas, o Flu fez um segundo turno impecável e se livrou do descenço.
Bate-bola 4 - A surpresa - Com o time mais "barato" do campeonato, o Avaí terminou a competição num honroso 7º lugar.
Bate-bola 5 - O preguiçoso - Dado como um dos favoritos devido aos resultados no primeiro semestre, o Corinthians puxou o freio de mão e terminou apenas em 10º lugar.
Bate-bola 6 - O cavalo paraguaio - Dono do melhor time (no papel) do Brasil, o Internacional ficou no quase esse ano. Vice na Copa do Brasil, e vice no Brasileirão, no ano do centenário a torcida colorada esperava mais do que o campeonato gaúcho e depender do Grêmio pra ser campeão brasileiro.

Postado por .....................................Ronaldo.

2 comentários:

Lucas Edgardo disse...

Só tem um problema nessa postagem. O módulo amarelo não era a segunda divisão. Procurem se informar melhor tá! a segunda divisão era formada pelo módulo azul e branco. Assim fechando as cores da bandeira nacional: verde e amarelo (1ª divisão) e azul e branco (2ª divisão). A prova é que o Guarani, que foi vice-campeão em 1986, estava no módulo amarelo. É triste ver que a grande mídia apoiz o golpe do clube dos trezes no campeonato brasileiro daquele ano. O módulo amarelo ficou sem nada. A globo e a coca-cola comprou o campeonato daquele ano. Vamo colocar a verdade aqui em galera.
PELO SPORT TUDO. E viva o futebol nordestino contra a manipulação do eixo. Uhuuullll

Anônimo disse...

De Ronaldo.
Perfeito o Comentário Lucas, me expressei errado, quis dizer que o módulo amarelo era formado por clubes que o Clube dos 13 em 1987 chamou de "clubes pequenos, dignos de segunda divisão". Triste, mas real, muito obrigado pela correção.

Leitores Online

  ©Template by Dicas Blogger.